Quando realizar uma cirurgia de catarata?

Voltar para Blog

Compartilhar

Categoria: Blog

A catarata é a maior causa de cegueira tratável no mundo, segundo um estudo inédito publicado na revista The Lancet, mas você sabe quando é a hora certa para propor uma intervenção cirúrgica ao seu paciente?

De acordo com o último censo do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), a catarata responde por 49% da cegueira no País.

Os procedimentos cirúrgicos, no entanto, dobraram entre 2009 e 2019, sobretudo por causa do aceleramento do envelhecimento no País. Por sua vez, o envelhecimento continua sendo a principal causa da catarata.

Leia este artigo até o final e descubra, então, quando recomendar uma cirurgia de catarata.

Confira também: ALÉM DE TRATAR A CATARATA, O YAG M VAI AJUDAR A AUMENTAR A RECEITA DO SEU CONSULTÓRIO

Um problema global chamado “catarata”

Apenas em 2020, a catarata é responsável por cerca de 45% dos 33,6 milhões de casos de perda da visão no mundo, segundo o estudo, conforme reportagem da Folha Vitória.

Na sequência, destacam-se o glaucoma, mas também os vícios de refração não corrigidos, a degeneração macular e a retinopatia diabética.

A fim de reduzir essa proporção, a American Academy of Ophthalmology compilou algumas dicas para ajudar na tomada de decisão sobre a realização ou não de uma cirurgia de catarata.

Embora a única maneira de remover a catarata – um embaçamento do cristalino – seja por meio do procedimento cirúrgico, o momento certo para essa operação depende de cada paciente e, portanto, é uma decisão individual.

Leia também: ESPECIALISTA EM CATARATA: VOCÊ UTILIZA ULTRASSONOGRAFIA OCULAR NO PRÉ-CIRÚRGICO?

A relação entre o diagnóstico e a cirurgia

Ser diagnosticado com catarata não significa que a cirurgia será necessária de imediato.

A troca frequente de óculos, dificuldade de dirigir à noite, entre outros, podem indicar que o paciente precisará de um acompanhamento frequente para entender o desenvolvimento da doença, afinal, a catarata ocorre como parte do processo natural de envelhecimento do corpo.

Isso significa que a doença provavelmente vai amadurecer com o passar do tempo, potencializando a interferência na visão e, consequentemente, na vida diária.

Leia também: LASERS OFTALMOLÓGICOS RENOMADOS DA OPTOTEK MEDICAL E A FORTE PARCERIA COM O GRUPO LUMIBIRD

A importância da cirurgia

Um oftalmologista deve ser capaz de oferecer um diagnóstico preciso ao seu paciente, mas também de tranquilizá-lo quanto ao procedimento.

Naturalmente, uma operação pode soar intimidante, mas as cirurgias oculares para correção da catarata é um dos procedimentos eletivos mais comuns e seus benefícios são inúmeros, como a melhoria da qualidade de vida, redução do risco de quedas e acidentes, por exemplo.

Diagnosticando a catarata

Se você está pensando em propor uma cirurgia de catarata ao seu paciente, considere os seguintes questionamentos:

  • A catarata está afetando atividades diárias ou ocupacionais?

Os sintomas dessa condição ocular incluem visão turva, embaçada ou amarelada e pode até mesmo duplicar a visão em um único olho.

A falta de contraste e clareza pode ser difícil para quem precisa de uma visão clara para trabalhar, dirigir ou para quem costuma ler, cozinhar ou costurar.

  • A catarata está afetando sua capacidade de dirigir com segurança à noite?

Entre os sintomas da catarata está a presença de halos ao redor das luzes e dificuldade de enxergar em ambientes com pouca luz, fato que potencializa os riscos de acidentes de trânsito, por exemplo, uma vez que a capacidade de dirigir com segurança acaba sendo comprometida.

É, inclusive, um dos fatores que podem atrapalhar um candidato no teste de visão exigido para a emissão de uma carteira de motorista.

  • A catarata está interferindo nas atividades ao ar livre?

Assim também, a sensibilidade ao brilho pode ficar aumentada em alguns graus da catarata, fato que pode comprometer algumas atividades ao ar livre, mas também provocar efeitos mais duradouros como fortes dores de cabeça e até promover diferenças visuais de um olho para o outro.

  • É possível controlar a catarata de outras maneiras?

Essa é uma pergunta que deve ser respondida principalmente por você, oftalmologista. Aqui, sua expertise sobre o assunto deve ser aplicada para recomendar ao seu paciente a realização – ou o adiamento – da cirurgia de catarata.

Há casos em que essa condição ocular interfere até mesmo no tratamento de outra patologia ocular. Por exemplo, a catarata pode dificultar o exame da parte posterior do olho para monitorar ou tratar a degeneração macular relacionada à idade ou retinopatia diabética.

Em casos como esses, pode ser um bom momento para recomendar a cirurgia ao portador da catarata.

Leia também: COMPACT STS UBM, A SOLUÇÃO EM MÚLTIPLOS DIAGNÓSTICOS DA QUANTEL MEDICAL

Minimizando os riscos da cirurgia de catarata

Embora seja uma cirurgia eletiva e que não demanda internação (ambulatorial), toda cirurgia traz seus riscos e, por isso, é importante estar certo de que essa é a melhor solução para o bem estar do paciente.

Assim também, é importante contar com equipamentos de última geração e comprovadamente eficazes para a realização da cirurgia, como os que você encontra na Optivision.

O fotodisrupitor Yag M da Optotek, por exemplo, se sobressai em termos de qualidade, segurança e retorno financeiro para o seu consultório. Um bom investimento alia o melhor desempenho para o tratamento ocular de um paciente, como também para o desenvolvimento do seu negócio.

Para a realização da ultrassonografia antes da cirurgia, exame que aumenta as chances de sucesso total nas cirurgias de catarata, você pode se beneficiar do Compact Touch STS UBM, biomicroscópio ultrassônico portátil (UBM) da Quantel Medical, especialista em diagnóstico e tratamento das quatro principais causas de cegueira.

Confira nosso portfólio e entre em contato com nossos especialistas para encontrar a solução mais adequada ao seu consultório oftalmológico.

Leia também: INOVAÇÃO E CONSISTÊNCIA: A QUALIDADE DAS TECNOLOGIAS QUANTEL MEDICAL E DO GRUPO LUMIBIRD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para Blog
Open chat